Festivais

VIII Seminário de Violão de Itajaí começa nesta quinta (05)

A cidade catarinense de Itajaí há tempos é um endereço obrigatório do violão brasileiro a cada final de ano. Desta quinta-feira (5) até domingo (8), será realizado o VIII Seminário de Violão de Itajaí. A programação inclui concertos e palestras de Maurício Maques, Thales Nunes, Paulo Porto Alegre, Henrique Cazes e Marcello Gonçalves Os shows ocorrem a partir das 20h30, no Teatro Municipal. As ficinas, workshops e masterclass ocorrem pela manhã e à tarde na Casa da Cultura Dide Brandão. Os ingressos para os concertos custam R$ 10 ou R$ 5 com um brinquedo. As aulas são gratuitas.

Na quinta-feira ((5), a programação inicia com o concerto de Maurício Marques. Mestre em Composição pela UFRGS e formado em Violão na UFPEL é compositor, professor de música, arranjador e instrumentista, com trabalho voltado à música brasileira. Vencedor de inúmeros festivais e de importantes prêmios, Maurício trabalha na produção de composições para violão de oito cordas, passeando por diversos ritmos brasileiros e regionais, com técnica e arranjos elaborados.

Para conhecer e ouvir um pouco do trabalho de Maurício Marques, a Discografia do Acervo disponibiliza o disco Milongaço, que pode ser ouvido aqui.

Na sexta-feira (6)  será realizada a Mostra Regional do Seminário de Violão, com abertura do violonista Ney Souza (Itajaí) seguida pelo violonista e compositor Thales Nunes (Balneário Camboriú) que lançará seu primeiro trabalho. Cantábile é um disco Instrumental inspirado em gêneros brasileiros. Neste concerto, Thales Nunes é acompanhado pelo contrabaixista Ricardo Moura e o baterista Rafael Vieira.

No sábado (7), o violonista e compositor Paulo Porto Alegre executa um repertório que representa seu ecletismo musical, com composições próprias, do espanhol Rodrigo, e dos cânones brasileiros Radamés Gnattali  e Villa-Lobos. Paulo tem se destacado pela musicalidade e refinada sonoridade, como intérprete, compositor, arranjador e pela importante obra escrita para violão. Além disso é fundador de grupos como o Trio Opus 12 e o Núcleo Hespérides

Para conhecer melhor a biografia de Paulo Porto Alegre e ouvir faixas selecionadas de seus discos, incluindo capa e ficha técnica, basta conferir o verbete Paulo Porto Alegre no Dicionário do Acervo

Para encerrar a programação no domingo (8), será apresentado o concerto Garoto 100 anos, de Henrique Cazes & Marcello Gonçalves, que conta em música a trajetória do multiinstrumentista Aníbal Augusto Sardinha, mais conhecido como Garoto (1915 - 1955). O repertório vai ser pautado pelo CD A Música de Garoto por Henrique Cazes e Marcello Gonçalves, como Gente Humilde, Vamos Acabar Com o Baile, Desvairada, Amoroso, Duas Contas e Lamentos do Morro. Algumas faixas do disco podem ser ouvidas aqui na Discografia do Acervo.

Na opinião de grandes violonistas, Garoto é o o pai do violão moderno, o reformulador da linguagem harmônica do violão. Foi ele quem primeiro adotou no violão os acordes dissonantes com os chamados intervalos de sétima maior, nona e décima terceira, assim como os intervalos aumentados, que tanto se popularizaram no Brasil a partir da bossa nova. Garoto também explorava bem o desenvolvimento de melodias a partir da sequência de acordes. Para conhecer mais a vida e a obra deste gênio das cordas, confira no Dicionário do Acervo o verbete Garoto

O VIII Seminário de Violão de Itajaí é uma realização da Associação de Violão de Itajaí (AVI), tem o apoio de Restaurante Oficina do Sabor, Café Maestro Produções, TV Univali e Rádio Educativa Univali FM. Patrocínio: Prefeitura de Itajaí, Fundação Cultural de Itajaí, Lei Municipal de Incentivo à Cultura e Instituto Grupo Poly.

VOLTAR
NIG

Tags